Revista do Vestibular da Uerj
Uerj DSEA SR-1
Rio de Janeiro, 19/11/2017
Ano 11, n. 29, 2018
ISSN 1984-1604

Questões comentadas

Busca pela Disciplina Biologia

    2016 - Exame Discursivo - Questão 1
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015



    Espécies invasoras são uma grande preocupação nos dias de hoje: proliferam rapidamente quando introduzidas em novos ambientes, através de meios de transporte cada vez mais eficientes.
    Apresente uma importante consequência ambiental negativa da introdução de espécies invasoras, para as populações locais. Em seguida, cite dois fatores bióticos que podem explicar a facilidade com que esses animais se multiplicam em um novo habitat.

    Objetivo: Indicar os principais problemas bióticos associados à introdução de espécies invasoras em um ecossistema.
    Item do programa: Bases da ecologia
    Subitem do programa: Relações ecológicas

    Subitem do programa: Poluição e desequilíbrio ecológico

    Comentário da questão:

    Espécies invasoras ameaçam espécies locais por promoverem competição, predação ou parasitismo, podendo afetar assim a biodiversidade dos ambientes onde são introduzidas, caso não existam predadores, parasitas ou patógenos que limitem seu crescimento populacional. Desse modo, sua taxa de reprodução pode se tornar superior à da população local.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 2
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    O ciclo de atividade que ocorre no organismo dos seres vivos ao longo de um dia é denominado ritmo circadiano. Nos vertebrados, o ritmo circadiano é controlado, principalmente, por dois hormônios, que determinam os períodos de sono e de fome.
    No gráfico, estão indicados os níveis de um desses hormônios, produzido por uma pessoa durante 24 horas.

         

    Nomeie o hormônio cuja concentração está representada no gráfico e, também, a glândula responsável por sua secreção.
    Sabe-se que a manutenção prolongada de níveis altos desse hormônio no sangue leva à perda de massa muscular. Nomeie e descreva o processo pelo qual se estabelece essa relação.

    Objetivo: Identificar o hormônio regulador do ciclo circadiano e consequências de suas taxas elevadas no organismo.
    Item do programa: Metabolismo
    Subitem do programa: Tipos e funções dos hormônios animais e vegetais

    Subitem do programa: Anabolismo e catabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas no animal

    Comentário da questão:

    No gráfico, está representada a curva de concentração do cortisol, hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais ou adrenais, em um período de 24 horas. Esse hormônio é um dos envolvidos na regulação do ritmo circadiano, determinando o período de atividade de um indivíduo. Nota-se que suas concentrações são elevadas das 8 às 20 horas, quando o indivíduo está mais desperto e ativo. Durante período de estresse, a manutenção de níveis elevados de cortisol estimula o processo de gliconeogênese, que induz a produção de glicose a partir da degradação de proteínas e lipídeos, desviando-os de sua função de produzir massa muscular.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 3
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    Dentre os distúrbios mais comuns do aparelho digestório, pode-se citar a intolerância à lactose.  A incapacidade do organismo em digerir essa molécula provoca dores abdominais, náuseas e diarreias.
    Aponte o fator responsável pela incapacidade de digerir a lactose e identifique o suco digestório que estará modificado em um paciente com esse distúrbio.
    Cite, ainda, a região do tubo digestório em que a lactose é degradada em uma pessoa saudável e indique os produtos da sua digestão.

    Objetivo: Apontar informações relacionadas à digestão da molécula lactose.
    Item do programa: Processamento dos alimentos
    Subitem do programa: Digestão

    Comentário da questão:

    A incapacidade de digestão da lactose se deve à ausência da enzima lactase, presente no suco entérico produzido pelo intestino delgado. Em um indivíduo saudável, essa enzima degrada a lactose à glicose e à galactose.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 4
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    Os mergulhadores de profundidade rasa, ou seja, de menos de 7 m, com o objetivo de aumentar o tempo de permanência em apneia sob a água, realizam a manobra conhecida como hiperventilação: inspirar rapidamente, várias vezes, a fim de remover da corrente sanguínea uma quantidade de CO2 maior do que o organismo é capaz de produzir. No entanto, como a concentração de CO2 é responsável por produzir a necessidade de respirar, essa mesma manobra pode, também, provocar desmaios sob a água, com risco de morte para o mergulhador que a pratica. Observe nos gráficos as diferentes concentrações de O2  e CO2 em duas situações de mergulho.

    Indique a principal estrutura do sistema nervoso central envolvida no controle involuntário da respiração e, também, a principal alteração do sangue detectada por essa estrutura.
    Em seguida, com base nos gráficos, explique por que, ao realizarem a hiperventilação, esses mergulhadores podem sofrer desmaios.

    Objetivo: Explicar o mecanismo de controle básico da respiração humana.
    Item do programa: Respiração
    Subitem do programa: Mecanismos

    Subitem do programa: Transporte de gases pelo sangue

    Item do programa 3: Sistema nervoso

    Subitem do programa: Estrutura

    Comentário da questão:

    A realização de hiperventilação em um mergulho em águas rasas representa um risco para o mergulhador uma vez que reduz a concentração de CO2 no sangue a níveis muito baixos. Com isso, durante o mergulho, a concentração desse gás demora mais a se elevar. Ao mesmo tempo, a concentração de O2 no sangue diminui, atingindo o limite da zona de desmaio antes que a concentração de CO2 alcance o limite para o disparo da necessidade de respiração, provocando o desmaio do mergulhador, que termina por se afogar. O controle involuntário da respiração é feito pelo bulbo através da redução do pH do sangue provocada pelo aumento da taxa de CO2.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 5
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    As plantas apresentam diferentes tipos de metabolismo fotossintético, de acordo com o ambiente em que se desenvolvem. Para estudar essas diferenças, três espécies vegetais, A, B e C, foram submetidas a condições experimentais controladas, nas quais mediu-se a assimilação de CO2 pelas folhas em função da variação de temperatura.


    A partir da análise do gráfico, indique a curva correspondente à planta com metabolismo ácido das crassuláceas – CAM. Justifique sua resposta.
    Aponte a principal vantagem do metabolismo CAM e cite uma característica morfológica típica das crassuláceas.

    Objetivo: Discriminar características associadas ao metabolismo das plantas CAM.
    Item do programa: Bioenergética
    Subitem do programa: Fotossíntese

    Comentário da questão:

    A curva C corresponde a uma planta com metabolismo CAM, uma vez que seus estômatos se abrem apenas durante a noite, promovendo a assimilação de CO2 em temperaturas mais baixas como estratégia para evitar a perda excessiva de água por evapotranspiração. Essas plantas também apresentam adaptações morfológicas com esse mesmo objetivo, como, por exemplo, folhas de tamanho reduzido, presença de epiderme ou camada de cutícula espessa, presença de caule fotossintético e parênquima aquífero.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 6
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    Observe nas ilustrações dois tipos de néfrons: o néfron cortical, com alça néfrica ou alça de Henle, curta; o néfron justamedular, com alça néfrica longa.


    Suponha três vertebrados adultos hipotéticos, X, Y e Z, caracterizados pelos seguintes tipos de néfrons: X, apenas néfrons corticais; Y, apenas néfrons justamedulares; Z, apenas néfrons de  outro tipo, sem alça néfrica.

    Com base apenas nessa característica, aponte o vertebrado mais adaptado para a vida em um ambiente terrestre com pouca água. Justifique sua resposta a partir da função desempenhada pela alça néfrica.
    Considerando os três principais tipos de excretas nitrogenados, nomeie aquele mais adequado a ambientes muito secos. Cite, ainda, uma das propriedades desse excreta que justifique sua escolha.

    Objetivo: Identificar características relacionadas à excreção de vertebrados e sua adaptação a ambientes secos.
    Item do programa: Excreção nos animais
    Subitem do programa: Mecanismos

    Comentário da questão:

    Quanto maior for o comprimento da alça de Henle, maior será a reabsorção de água para o sangue em um animal. Desse modo, o vertebrado Y é o que possui maior capacidade de adaptação a ambientes terrestres com pouca água. Destaque-se, ainda, que, dentre os principais tipos de excretas nitrogenados, o ácido úrico apresenta as mais baixas taxas de toxicidade e de solubilidade, necessitando de pouca água para ser armazenado e eliminado.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 7
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    As imagens acima mostram três espécies de rãs venenosas encontradas na América do Sul, que se caracterizam por suas cores vivas. É possível observar que os padrões de coloração de alguns indivíduos da espécie A são semelhantes àqueles presentes nos indivíduos da espécie B, enquanto outros da espécie A se assemelham aos indivíduos da espécie C.
    Nomeie o fenômeno da presença de cores vivas em animais venenosos e explique sua vantagem para a sobrevivência desses animais.
    Em seguida, indique o tipo de mimetismo presente nas três espécies retratadas e descreva seu mecanismo de atuação.

    Objetivo: Identificar e explicar um padrão de mimetismo e coloração encontrado na natureza, relacionado a maior chance de sobrevivência das espécies envolvidas.
    Item do programa: Evolução
    Subitem do programa: Mecanismos e teorias evolutivas e de seleção

    Subitem do programa: Biodiversidade

    Comentário da questão:

    Espécies de animais venenosos frequentemente apresentam colorações muito vivas, que funcionam como uma advertência para possíveis predadores, em um fenômeno denominado coloração aposemática. O predador associa esse padrão de coloração ao gosto ruim que experimenta ao ingerir um desses animais. Quando outras espécies de animais venenosos apresentam coloração de advertência semelhante, esse padrão é reforçado, em um processo denominado mimetismo Mülleriano.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 8
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    Admita uma raça de cães cujo padrão de coloração da pelagem dependa de dois tipos de genes. A presença do alelo e, recessivo, em dose dupla, impede que ocorra a deposição de pigmento por outro gene, resultando na cor dourada. No entanto, basta um único gene E, dominante, para que o animal não tenha a cor dourada e exiba pelagem chocolate ou preta. Caso o animal apresente um alelo E dominante e, pelo menos, um alelo B dominante, sua pelagem será preta; caso o alelo E dominante ocorra associado ao gene b duplo recessivo, sua coloração será chocolate. Observe o esquema.


    Identifique o tipo de herança encontrada no padrão de pelagem desses animais, justificando sua resposta.
    Em seguida, indique o genótipo de um casal de cães com pelagem chocolate que já gerou um filhote dourado. Calcule, ainda, a probabilidade de que esse casal tenha um filhote de pelagem chocolate.

    Objetivo: Identificar padrão de herança genética encontrado em uma raça de cães, com base em possíveis genótipos associados a tipos de pelagem.
    Item do programa: Hereditariedade
    Subitem do programa: Mendelismo e neomendelismo

    Comentário da questão:

    Os cães em análise mostram um exemplo de epistasia, herança na qual a expressão de um gene interfere na expressão de outro não alelo. Isso significa que a presença do alelo E duplo recessivo (ee) impede a deposição de pigmentos promovida pelo alelo B, resultando em pelagem dourada.

    Na presença de pelo menos um alelo E dominante (EE ou Ee), a cor da pelagem do animal será chocolate ou preta, dependendo da presença do alelo B duplo recessivo (bb) ou de pelo menos um alelo dominante (BB ou Bb), respectivamente.

    Os pais com pelagem chocolate que já geraram um filhote de pelagem dourada terão como único genótipo possível Eebb. Seu cruzamento terá uma chance de 75% de gerar um filhote com pelagem chocolate.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 9
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    O padrão de movimentação das plantas é influenciado por diferentes estímulos, de natureza química ou física. Considere as plantas como a dama-da-noite, que abrem suas flores apenas no período noturno.
    Identifique o tipo de movimento vegetal que promove a abertura noturna das flores da dama-da-noite e indique o estímulo responsável por esse movimento.
    Em relação às flores que se abrem à noite, apresente duas características morfológicas típicas responsáveis pela atração de polinizadores noturnos.

    Objetivo: Identificar, para determinadas plantas, seu tipo de movimento e características morfológicas responsáveis pela atração de polinizadores noturnos.
    Item do programa: Homeostasia
    Subitem do programa: Osmorregulação

    Item do programa 2: Bases da ecologia

    Subitem do programa: Relações ecológicas

    Comentário da questão:

    Nastismos são movimentos vegetais não orientados, induzidos por estímulos ambientais que resultam em variações de turgência em tecidos vegetais. No caso de flores noturnas, como a dama-da-noite, a ausência de luz estimula o processo de abertura dessas flores, as quais atraem seus polinizadores, especialmente em função de suas cores claras, que se destacam visualmente em ambientes pouco luminosos. Suas glândulas odoríferas também atraem seus polinizadores a distância.

     

    2016 - Exame Discursivo - Questão 10
    Disciplina: Biologia

    Ano 8, n. 24, ano 2015


    Fêmeas de espécies de crustáceos do gênero Daphnia sp., importantes componentes do zooplâncton, podem se reproduzir a partir de dois processos distintos:
      • partenogênese, quando há condições ambientais muito favoráveis, gerando uma prole composta apenas por fêmeas;
      • reprodução sexuada padrão formando ovos dormentes que eclodem quando as condições se tornam novamente favoráveis.
    Observe o esquema:

    Defina o processo de reprodução por partenogênese. Aponte, também, uma vantagem, para esses animais, da realização da partenogênese sob condições ambientais favoráveis.
    Em seguida, indique dois impactos negativos, um genético e outro ecológico, para uma população de Daphnia sp. que realize apenas partenogênese por muitas gerações.

    Objetivo: Descrever a partenogênese e identificar suas vantagens e desvantagens em relação à reprodução sexuada padrão.
    Item do programa: Reprodução
    Subitem do programa: Tipos

    Comentário da questão:

    A partenogênese é o processo no qual um óvulo não fecundado é capaz de produzir um novo indivíduo. Esse tipo de reprodução pode ser vantajosa em condições ambientais favoráveis, uma vez que permite o rápido aumento da população e não necessita da presença de machos. No entanto, sua manutenção por muitas gerações resulta na redução da variabilidade genética, pois, como os indivíduos produzidos são geneticamente mais homogêneos, há menor chance de adaptação a variações ambientais.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 1
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    Nos vegetais, uma parede celular envolve a membrana plasmática.

    Cite o principal tipo de carboidrato que compõe a parede celular dos vegetais, bem como o monossacarídeo que o forma. Indique, ainda, as duas principais funções dessa parede celular.

    Objetivo: Identificar o principal carboidrato presente na parede celular dos vegetais, além das principais funções dessa parede.
    Item do programa: Células procariotas e eucariotas
    Subitem do programa: Características morfológicas e funcionais

    Comentário da questão:

    A manutenção da forma da célula vegetal, sua proteção contra choque osmótico e contra qualquer tipo de impacto mecânico, depende de uma parede celular de celulose, carboidrato formado por glicose. Essa estrutura é capaz de conferir a rigidez necessária para enfrentar qualquer uma dessas ameaças à integridade celular.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 2
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    Observe a cadeia alimentar representada no esquema abaixo.

     

    Nomeie o nível trófico no qual é encontrada a maior concentração de energia, indique a letra que o representa no esquema e justifique sua resposta.

    Nomeie, também, o nível trófico responsável pela reciclagem da matéria no meio ambiente, indique a letra que o representa no esquema e justifique sua resposta.

    Objetivo: Identificar os níveis tróficos responsáveis pela maior concentração de energia e pela reciclagem da matéria em uma cadeia alimentar e explicar a atuação da cada um.
    Item do programa: Bases da ecologia
    Subitem do programa: Fluxo de energia e de matéria na biosfera

    Comentário da questão:

    Ao longo de uma cadeia alimentar terrestre, os vegetais são denominados produtores, sendo os responsáveis pela absorção da energia luminosa do Sol. Como, a cada nível da cadeia alimentar, há uma perda de energia representada pelo metabolismo dos seres vivos, as plantas representam o nível trófico de maior energia em qualquer cadeia alimentar terrestre. A matéria orgânica produzida pelos resíduos metabólicos de todos os seres vivos e por suas estruturas depois de mortos sofre a ação decompositora de bactérias e fungos, que transformam essa matéria em substâncias simples capazes de serem absorvidas pelos produtores de todas as cadeias alimentares. Desse modo, bactérias e fungos são responsáveis pela reciclagem de matéria na natureza.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 3
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    A leptina é um dos hormônios que controlam o comportamento alimentar e, consequentemente, o peso corporal.

    Identifique o principal tipo de célula que produz a leptina e o local do sistema nervoso central onde esse hormônio atua. Em seguida, cite dois de seus efeitos que podem colaborar para a perda de peso.

    Objetivo: Identificar o principal tipo de célula produtora de leptina, o local de sua atuação no sistema nervoso central e dois de seus efeitos associados à perda de peso.
    Item do programa: Metabolismo
    Subitem do programa: Tipos e funções dos hormônios animais e vegetais

    Comentário da questão:

    A leptina é produzida pelos adipócitos e o aumento de sua concentração está associado à regulação da obesidade de duas maneiras. Em primeiro lugar, reduzindo o apetite e, em segundo, aumentando a termogênese, ou seja, a produção de calor, do tecido adiposo. Ambos os efeitos são produzidos a partir da regulação do hipotálamo, local do sistema nervoso central em que esse hormônio atua. 

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 4
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    No heredograma a seguir, pode-se verificar a ocorrência de uma determinada síndrome genética.



    Identifique os tipos de herança genética associados a essa síndrome em relação a dois fatores: padrão de dominância e sexo. Em seguida, cite duas características representadas no heredograma que explicam esses tipos de herança genética.

    Objetivo: Descrever os tipos de herança genética associada a uma síndrome representada em um heredograma.
    Item do programa: Hereditariedade
    Subitem do programa: Mendelismo e neomendelismo

    Comentário da questão:

    O heredograma representa uma síndrome com herança genética recessiva, uma vez que nenhum dos filhos do primeiro casal manifesta a doença e que esta só volta a aparecer na terceira geração. Observa-se que a síndrome só afeta indivíduos do sexo masculino, ou seja, ela está ligada ao sexo e ao cromossomo X. Note-se ainda que, como este cromossomo está duplicado em indivíduos do sexo feminino, para que uma mulher seja afetada são necessários dois cromossomos afetados, o que é muito difícil de ocorrer.


     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 5
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    Considere uma molécula de DNA sem qualquer mutação e que apresente 16% de bases nitrogenadas de citosina.

    Determine os percentuais de guanina e de timina encontrados nessa molécula, justificando suas respostas.

    Objetivo: Descrever as relações quantitativas entre os diferentes tipos de bases nitrogenadas presentes na composição do DNA.
    Item do programa: Os ácidos nucleicos DNA e RNA
    Subitem do programa: Estrutura

    Subitem do programa: Funções

    Comentário da questão:

    Em uma molécula de DNA sem qualquer tipo de mutação, a quantidade de bases de citosina é igual à de guanina. Assim, se 16% das bases são citosina, 16% são guanina. O restante das bases corresponde à soma de timinas e adeninas: 68%. Como o número de adeninas é igual ao de timinas, conclui-se que a quantidade de timinas corresponde à metade desse valor: 34%.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 6
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    As principais etapas do ciclo de vida de um vegetal encontrado nos dias de hoje estão representadas no esquema a seguir. Nele, as letras A, B e C correspondem aos tipos de divisões celulares que ocorrem durante o desenvolvimento desse vegetal. 


    Sabendo que a fase dominante do seu ciclo de vida é o gametófito, identifique o tipo de ambiente em que frequentemente é encontrado esse vegetal, justificando sua resposta.

    Indique, também, a letra correspondente ao tipo de divisão celular desse vegetal na qual ocorre a meiose, justificando sua resposta.

    Objetivo: Descrever características de vegetais com o gametófito como fase dominante do ciclo de vida.
    Item do programa: Reprodução
    Subitem do programa: Gametas e fecundação em animais e vegetais

    Subitem do programa: Tipos

    Comentário da questão:

    Os únicos vegetais que apresentam o gametófito como a fase dominante de seu ciclo vital são as briófitas, mais conhecidas como musgos, em geral restritas a ambientes úmidos, já que necessitam de muita água para se reproduzir. Nos musgos, a meiose está associada à produção de esporos, assim como em todos os outros vegetais. No esquema, a letra B marca a passagem de um indivíduo diploide (esporófito 2n) para um esporo haploide (esporo n), processo que reduz o número de cromossomos à metade.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 7
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    As populações de um caramujo que pode se reproduzir tanto de modo assexuado quanto sexuado são frequentemente parasitadas por uma determinada espécie de verme. No início de um estudo de longo prazo, verificou-se que, entre os caramujos parasitados, foram selecionados aqueles que se reproduziam sexuadamente. Observou-se que, ao longo do tempo, novas populações do caramujo, livres dos parasitas, podem voltar a se reproduzir de modo assexuado por algumas gerações. 

    Explique por que a reprodução sexuada foi inicialmente selecionada nos caramujos e, ainda, por que a volta à reprodução assexuada pode ser vantajosa para esses moluscos.

    Objetivo: Identificar vantagens e desvantagens de cada tipo de reprodução para a sobrevivência e evolução dos seres vivos.
    Item do programa: Evolução
    Subitem do programa: Mecanismos e teorias evolutivas e de seleção

    Comentário da questão:

    Enquanto são parasitados, os caramujos que se reproduzem sexuadamente são selecionados. Isso se explica pelo fato de a reprodução sexuada produzir variabilidade genética (enquanto a reprodução assexuada produz em geral cópias dos indivíduos), havendo a chance de aparecerem novas características, algumas das quais podem conferir maior resistência aos parasitas. Em populações livres dos parasitas, ou seja, um meio mais estável, a variabilidade genética deixa de ser tão importante, e a reprodução assexuada passa a ser selecionada como mais vantajosa pois produz indivíduos mais rapidamente.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 8
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    Um laboratório analisou algumas reações ocorridas durante o processo de digestão do amido em seres humanos. Para isso, foram utilizados quatro tubos de ensaio, cada um contendo pequena concentração de amido, igual a 0,05 mg/mL, e excesso de enzima digestiva em relação a esse substrato. O experimento consistia em adicionar uma gota de solução de iodo a cada um dos tubos de ensaio. Observe, abaixo, as condições experimentais empregadas:


    Cite o nome de uma enzima, encontrada no tubo digestório humano, que poderia ser utilizada no experimento para hidrolisar o amido.

    Ao reagir com o iodo, o amido assume coloração azulada. Identifique o único tubo de ensaio que não apresentará tal coloração e justifique sua resposta em função das duas condições experimentais empregadas.

    Objetivo: Identificar, com base em um experimento, enzima associada à degradação do amido no corpo humano e discriminar condições físico-químicas de seu funcionamento.
    Item do programa: Metabolismo
    Subitem do programa: Estrutura e cinética de enzimas

    Comentário da questão:

    As enzimas são moléculas bastante específicas tanto em relação aos substratos em que atuam quanto ao pH e temperatura em que mantêm sua funcionalidade. A amilase salivar, ou ptialina, atua apenas em condições de pH neutro e temperatura próxima da corporal. Assim, essa enzima não seria capaz de atuar nos tubos 2, 3 e 4 devido às temperaturas muito altas ou muito baixas, nem no tubo 4 devido ao pH ácido demais. Apenas o tubo 1 associa as duas condições necessárias à atuação dessa enzima, que degrada o amido; logo, não há reação do amido com o iodo. A hipótese de a enzima representada no experimento ser a amilase pancreática está descartada, pois a mesma atua apenas em pH básico, não encontrado em nenhum dos tubos.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 9
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    No gráfico, está indicado o tamanho de um animal terrestre ao longo de um determinado período de tempo, a partir de seu nascimento.


    Nomeie o filo a que esse animal pertence, justificando sua resposta.

    Nos pontos indicados pelas setas, ocorre um processo relevante para o desenvolvimento desse animal até a fase adulta. Nomeie esse processo e aponte a razão de sua importância.

    Objetivo: Discriminar, com base em um gráfico, o filo associado a um padrão de crescimento característico.
    Item do programa: Classificação dos seres vivos
    Subitem do programa: Reinos e domínios

    Comentário da questão:

    Os artrópodos apresentam padrão de crescimento típico em escada ao longo do tempo. Como o exoesqueleto não acompanha o crescimento desses animais, eles permanecem com um tamanho constante por algum tempo até que possam realizar a muda, ou ecdise, e abandonar o antigo exoesqueleto, expandindo seu corpo e aumentando de tamanho. Sem esse processo, os artrópodos não conseguiriam se desenvolver até a fase adulta.

     

    2015 - Exame Discursivo - Questão 10
    Disciplina: Biologia

    Ano 7, n. 20, ano 2014

    A taxa metabólica dos animais depende de vários fatores, dentre os quais seu tamanho, a temperatura do meio em que se encontram e sua capacidade de termorregulação.

    Observe os gráficos abaixo. No gráfico I, indica-se uma relação inversa entre o tamanho de um grupo de animais e suas respectivas taxas metabólicas relativas, ou seja, por unidade de massa corporal; no gráfico II, são apresentadas as curvas de consumo de oxigênio de dois outros animais em função da temperatura ambiente.


    Aponte o principal fator responsável pela relação inversa representada no gráfico I e nomeie, dentre os animais nomeados na curva, aquele que precisa passar a maior parte do tempo se alimentando. Em seguida, indique qual das duas curvas do gráfico II é compatível com a taxa metabólica de qualquer um dos animais do gráfico I, justificando sua escolha.

    Objetivo: Descrever a relação entre tamanho animal e taxa metabólica relativa em mamíferos e discriminar os padrões metabólicos de animais homeotérmicos em diferentes temperaturas ambientais.
    Item do programa: Homeostasia
    Subitem do programa: Mecanismos termorregulatórios

    Comentário da questão:

    Mamíferos pequenos apresentam uma relação entre área e volume muito maior do que a de animais de grande porte. Comparativamente, é grande sua superfície de contato com o meio externo, o que faz com que percam mais rapidamente o calor que produzem. Por isso, esses animais precisam se alimentar muito mais tempo do que os mamíferos maiores, a fim de manter sua temperatura constante. No gráfico I, o musaranho é o animal que melhor ilustra essa relação. Note-se ainda que os mamíferos, representados no gráfico I, apresentam metabolismo mais intenso em temperaturas baixas, o que corresponde à curva B do gráfico II.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 1
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013

    Uma das consequências do processo de envelhecimento da população é a maior ocorrência de doenças como a osteoporose, um desequilíbrio no metabolismo do cálcio que resulta em fragilidade óssea. Em mulheres, a osteoporose está relacionada à diminuição da produção de hormônios ovarianos.

    Identifique o hormônio ovariano envolvido no metabolismo do cálcio. Em seguida, nomeie a célula óssea estimulada por esse hormônio. Indique, ainda, a função dessa célula na manutenção da homeostase do esqueleto.

    Objetivo: Identificar o hormônio esteroide envolvido na fisiologia óssea, bem como o tipo celular por ele estimulado e sua função no metabolismo ósseo.
    Item do programa: Metabolismo
    Subitem do programa: Tipos e funções dos hormônios animais e vegetais

    Item do programa 2: Multiceluraridade

    Subitem do programa: Classificação, estrutura e funções dos tecidos animais e vegetais

    Comentário da questão:

    Os ossos do corpo são contínua e dinamicamente remodelados, e a participação das células denominadas osteoblastos nesse processo consiste na captação de íons cálcio circulante e em sua posterior deposição na matriz óssea, formando tecido novo. O hormônio ovariano estrogênio desempenha papel fundamental no crescimento e na manutenção da homeostase do esqueleto, pois estimula os osteoblastos, prevenindo a perda de massa óssea.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 2
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013

    Em seu processo de fixação biológica, o gás atmosférico nitrogênio é convertido em compostos inorgânicos nitrogenados. Um exemplo desse mecanismo de conversão ocorre na relação simbiótica entre bactérias do gênero Rhizobium e raízes de leguminosas.

    Indique duas vantagens dessa relação simbiótica, uma para a planta e outra para a bactéria. Em seguida, cite o íon nitrogenado usado preferencialmente pelas plantas no processo de fixação e nomeie uma das moléculas, encontradas nas células vegetais, que incorpora esse íon.

    Objetivo: Descrever vantagem de uma relação simbiótica e identificar íon e moléculas envolvidos na síntese do nitrogênio.
    Item do programa: Bases da ecologia
    Subitem do programa: Relações ecológicas

    Item do programa 2: Processamento dos alimentos

    Subitem do programa: Captação de macro e micronutrientes pelos vegetais

    Comentário da questão:

    Nessa relação simbiótica, as bactérias do gênero Rhizobium utilizam os carboidratos produzidos pela planta em seu metabolismo, já os vegetais usam em seu metabolismo os compostos nitrogenados produzidos pelas bactérias. As plantas utilizam, preferencialmente, o íon nitrato no processo de fixação biológica do gás nitrogênio. Dentre as moléculas que incorporam esse íon estão as proteínas, os aminoácidos, os ácidos nucleicos e as bases nitrogenadas.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 3
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013

    Nomeie as duas proteínas mais abundantes das fibras musculares, responsáveis por sua contração. Explique, ainda, a relação entre a expansão mundial dos rebanhos de bovinos e o aumento do efeito estufa.

    Objetivo: Nomear proteínas relacionadas com a contração muscular e explicar a relação entre o aumento dos rebanhos de criação de gado e o efeito estufa.
    Item do programa: Multiceluraridade
    Subitem do programa: Classificação, estrutura e funções dos tecidos animais e vegetais

    Item do programa 2: Bases da ecologia

    Subitem do programa: Poluição e desequilíbrio ecológico

    Comentário da questão:

    As células musculares são especializadas para a contração e têm altas quantidades das proteínas actina e miosina, principais responsáveis pela atividade contrátil, que se organizam em filamentos formados por duas ou mais dessas moléculas. 

    O rúmen dos bovinos é uma câmara fermentativa. Nela, bactérias simbióticas produzem grande quantidade de gás metano no processo de digestão da celulose. O metano, que é eliminado do organismo dos animais principalmente pela boca e pelos orifícios nasais, mas também pelo ânus, contribui para o aumento do efeito estufa na atmosfera terrestre.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 4
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013

    O sistema circulatório humano apresenta características estruturais específicas para suportar a grande pressão do sangue bombeado pelo coração, no caso das artérias, bem como para manter a velocidade do fluxo em direção ao coração, mesmo sob baixa pressão, no caso das veias. Observe no gráfico as principais variações nesse sistema.


    Indique duas características da composição da parede das artérias que possibilitam a passagem do sangue sob grande pressão. Indique, também, dois fatores que possibilitam a passagem do sangue pelas veias em velocidade quase tão alta quanto a verificada nas artérias.

    Objetivo: Identificar adaptações do organismo humano para otimização do transporte de sangue pelos vasos.
    Item do programa: Circulação
    Subitem do programa: Mecanismos

    Subitem do programa: Órgãos e tecidos envolvidos

    Comentário da questão:

    As artérias apresentam uma cavidade central, denominada lúmen, revestida pelo endotélio, que é uma camada simples de células epiteliais achatadas. Duas camadas de tecidos recobrem o endotélio. Uma dessas camadas, externa, é formada por tecido conjuntivo e por grande quantidade de fibras elásticas, que permitem a contração e a dilatação dos vasos; a outra camada, média, é formada por  músculo liso bem desenvolvido e mais fibras elásticas, possibilitando a passagem de sangue sob alta pressão.

    Em relação às veias, a contração de músculos esqueléticos adjacentes a elas cria uma compressão nos vasos, responsável pela impulsão do sangue em direção ao coração. O movimento respiratório também auxilia no retorno venoso, pois a contração do diafragma cria uma sucção que puxa o ar em direção aos pulmões e também o sangue em direção à caixa torácica.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 5
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013


    Considere o cruzamento de um bode sem chifres com três cabras. Em cada cruzamento, foi gerado apenas um filhote. Observe os dados na tabela: 

    Admita que a ausência de chifres em caprinos seja uma característica monogênica dominante. Utilizando as letras A e a para representar os genes envolvidos, determine os genótipos do bode e das três cabras.

    Objetivo: Transferir conhecimentos acerca de hereditariedade para a descrição de genótipos de genitores.
    Item do programa: Hereditariedade
    Subitem do programa: Mendelismo e neomendelismo

    Comentário da questão:

    Como a ausência de chifres é uma característica dominante, indivíduos com esse fenótipo devem possuir pelo menos um alelo A. Pode-se, então, afirmar que as cabras 1 e 2, com chifres, têm genótipo aa. Como o cruzamento entre o bode sem chifres e a cabra 3, também sem chifres, originou um cabrito com chifres, deduz-se que o bode e a cabra 3 são heterozigotos para essa característica, possuindo genótipo Aa.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 6
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013


    A análise do material coletado por uma sonda introduzida no intestino delgado de uma pessoa, algum tempo após a ingestão de uma refeição rica em amido, revelou a presença de um dissacarídeo e de um monossacarídeo.
    Nomeie as duas enzimas envolvidas no processo de digestão do amido e o produto de cada uma delas.

    Objetivo: Identificar enzimas envolvidas na digestão do amido e da maltose e os produtos dessa digestão.
    Item do programa: Processamento dos alimentos
    Subitem do programa: Digestão

    Comentário da questão:

    A digestão do amido é feita inicialmente pela enzima amilase, produzindo maltose. A maltose, por sua vez, é hidrolisada em glicose pela enzima maltase. Dessa forma, na coleta de material do intestino delgado de uma pessoa que consumir refeição rica em amido, pode-se encontrar tanto maltose (dissacarídeo) quanto glicose (monossacarídeo).

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 7
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013


    O ciclo dos ácidos tricarboxílicos, ou ciclo de Krebs, é realizado na matriz mitocondrial. Nesse ciclo, a acetilcoenzima A, proveniente do catabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas, é oxidada.
    Cite um monossacarídeo e duas substâncias derivadas da hidrólise de um tipo de lipídio que podem gerar acetilcoenzima A. Em seguida, nomeie o derivado do catabolismo de monossacarídeos que, por reações de desidrogenação e descarboxilação, é o precursor imediato da acetilcoenzima A.

    Objetivo: Identificar as substâncias geradoras e a precursora de acetilcoenzima A.
    Item do programa: Metabolismo
    Subitem do programa: Anabolismo e catabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas no animal

    Comentário da questão:

    Tanto glicose quanto frutose são monossacarídeos que podem gerar acetilcoenzima A.
    As gorduras são um tipo de lipídio que, quando hidrolisado, deixa livres tanto ácidos graxos quanto o glicerol, que também podem produzir acetilcoenzima A. O ácido pirúvico (piruvato) é o derivado da digestão de monossacarídeos, precursor direto da acetilcoenzima A, que vai dar continuidade ao processo de produção de energia para o organismo através da respiração celular.       


     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 8
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013



    Atualmente, a varíola está erradicada no Brasil, mas a febre amarela apenas em algumas partes do país. No Rio de Janeiro, ainda existe a preocupação com o retorno desta doença.
    Cite o agente etiológico da febre amarela e indique como ela é transmitida ao homem. Explique, também, por que, na cidade do Rio de Janeiro, há possibilidade de retorno da febre amarela.

    Objetivo: Identificar o agente etiológico da febre amarela e descrever sua forma de transmissão, além de justificar a possibilidade de retorno dessa doença na cidade do Rio de Janeiro.
    Item do programa: Doenças infecciosas
    Subitem do programa: Agentes causadores

    Comentário da questão:

    O agente etiológico da febre amarela é um vírus transmitido ao homem pela picada de mosquito, dentre eles o Aedes aegypti, que também é o transmissor da dengue. Como existem focos de Aedes no Rio de Janeiro e adjacências, é possível, caso alguma pessoa chegue à cidade com febre amarela, que o vírus da doença se dissemine.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 9
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013


    O gráfico abaixo mostra a taxa de fotossíntese de uma mesma planta em função da temperatura e sob a concentração atmosférica de 0,05% de CO2. As curvas correspondem aos resultados sob duas diferentes condições ambientais: dias nublados e dias ensolarados.

    Cite o fator responsável pelas diferenças nas taxas de fotossíntese representadas nas duas curvas. Em seguida, identifique o processo biológico que promove a queda dessas taxas em temperaturas acima de 40 ºC.
    Indique, ainda, o que deveria ocorrer com a taxa de fotossíntese em torno de 35 ºC, em cada uma das curvas, se a concentração de CO2 no ar fosse duplicada e justifique sua resposta.

    Objetivo: Identificar fatores aceleradores da taxa de fotossíntese e explicar a interferência do aumento da temperatura nesse processo.
    Item do programa: Bioenergética
    Subitem do programa: Fotossíntese

    Comentário da questão:

    Dois dos fatores que aceleram a taxa de fotossíntese são a taxa de iluminação e a proporção de CO2. Como apenas as condições ambientais foram alteradas, a curva mais elevada representa os resultados em dias ensolarados. Caso a concentração de CO2 seja aumentada, também haverá acréscimo de taxa de fotossíntese. Sendo o CO2 um substrato fundamental para a síntese de glicose, sua maior disponibilidade implica maior eficiência desse processo. Já em temperaturas acima de 40 ºC, ocorre a desnaturação de enzimas que atuam na fotossíntese, o que explica a queda de ambas as curvas nessa faixa de valores.

     

    2014 - Exame Discursivo - Questão 10
    Disciplina: Biologia

    Ano 6, n. 18, ano 2013


    Uma cultura de células de mamífero foi incubada com um agente mutagênico e teve seu DNA alterado. As células mutantes produziram moléculas de RNA mensageiro cujas proteínas modificadas tinham os aminoácidos isoleucina (ILE) ou valina (VAL), em vez de leucina (LEU), em uma determinada posição. Quando essas células mutantes foram expostas a outro agente mutagênico, foi gerada uma proteína com fenilalanina (PHE) nessa mesma posição.
    Observe o esquema:


    Observe, ainda, a tabela abaixo, que mostra as diferentes combinações dos códigos genéticos.

    Admita que as duas mutações ocorridas tenham sido provocadas pela mudança em apenas uma base nitrogenada.
    Utilizando a tabela de códigos genéticos, indique os códons possíveis para cada um dos quatro aminoácidos envolvidos nas mutações.

    Objetivo: Transferir conhecimentos acerca de genética para identificação de bases nitrogenadas envolvidas em processo de mutação.
    Item do programa: Cromossomos e genes
    Subitem do programa: Mutação e recombinação gênica

    Comentário da questão:

    De acordo com a tabela de códigos genéticos, há seis códons diferentes para o aminoácido leucina (UUA, UUG, CUU, CUC, CUA e CUC), três para isoleucina (AUU, AUC e AUA), quatro para valina (GUU, GUC, GUA e GUG) e dois para fenilalanina (UUU e UUC).
    Desses diferentes códons para os quatro aminoácidos, apenas dois da leucina (CUU e CUC) poderiam, por alteração de uma única base nitrogenada, dar origem aos aminoácidos isoleucina (AUU e AUC) ou valina (GUU e GUC). E somente esses quatro códons, por meio de uma nova modificação em apenas uma base, poderiam codificar o aminoácido fenilalanina (UUU e UUC).

     

©2008-2017, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Todos os direitos reservados